quinta-feira, 28 de maio de 2009

...

quero a leveza
quero o doce na boca
cosquinha na alma e brilho incontido
quero a pureza do primeiro encontro
sorriso nos olhos e novidade exalando no andar
quero peito aberto
apostar no incerto e viver tudo aquilo que ainda
não sei se já vi

quero etecéteras
porque daqui a pouco,
eu sei,
você vai estar aqui

10 comentários:

Isobel disse...

Cliquei lá no Sinatra e cliquei no link pressa pérola.


Brigada!

Anônimo disse...

Sofia, acho uma delícia ler você!!!

ParadoXos disse...

fantástico!!
sem dúvida!

- inspirador...

Aroeira disse...

!quero etecéteras' é tudo!

PauloStudio2002 disse...

Linda poesia...
linda poetisa.

Sofia Fada disse...

Obrigada pela visita, Isobel, anônimo e Paradoxos.
Voltem sempre!

Aroeira, etecéteras é tudo, e algo a mais...

Paulo, obrigada ;)

Bel disse...

... tuas curvas sempre me levam a ver a melhor paisagem. Adoro essa forma de vaievem que me impões.
beijos, minha querida.
Bel.

Elena disse...

Ai ai.. eu também quero.

José Ricardo disse...

nice

Adriana disse...

Linda poesia.