sábado, 7 de junho de 2008

SUBTRAÇÃO









Eu já te sabia
desde o início
todo o final.

Os castelos de areia que construímos juntos
eu vi.

Depois destruímo-nos
e nus deitamos
sobre a
sobra
que presta
quando
subtraí-se
o que em nenhum
dos dois resta.

Um comentário:

Alessandro Martins disse...

Sofia,

seja sempre bem-vinda ao meu blog e fique sempre à vontade para comentar. Desejo-lhe sorte em sua nova vida e uma existência cheia de boas realizações.

Beijos do Ale.