domingo, 13 de julho de 2008

TUDO E NADA

Quero ser enorme, quero ser grande.
Maior que o mundo, maior que o espaço
incompleto, infinito, incorruptível, inconstante, interessante.
Quero ser grande.

Quero fazer um filme.
Quero escrever, atuar, produzir, dirigir,
determinar, destoar, sentir, chorar.
Quero fazer chorar.

Quero fugir.
Quero uma ilha deserta
incoberta, incólume, intocável, inatingível.
Quero ser inacessível.

Quero descobrir uma lei da Física.
Quero colar, descolar, acelerar, desconcertar, descompassar, descontrolar, frear.
Quero mudar.

E quero mais.

Quero ser tudo, sem ser nada.
Quero ser todos, sem ser ninguém.
Quero ir fundo, e mais além.
E não me chamem de Deus.
Amém.


... (...) ... (...) ... (...)

Esta também é antiga. Na época em que a escrevi estava começando a faculdade e queria fazer tudo ao mesmo tempo.
Bem, acho que eu não mudei muito (rs) ...
Continuo querendo muitas, muitas coisas. Só que agora já realizei um pouco do meu tudo.

8 comentários:

Bruna disse...

Mas é sempre bom querer muito, pra garantir pelo menos um pouquinho daquilo que a gente anseia!

Passei por aqui ontem, mas não consegui enviar comentários!
Obrigada pela visita no meu blog, e pela dica do livro do Gabriel García Márquez! tá na lista das minhas próximas aquisições!

e viver sem poesia, não é viver.

www.tresloucada.blogspot.com

Miss Lou Monde disse...

Ohhhhhhhh, Sofia!!!!
Lendo seu poema eu pude mergulhar em uma profunda fonte de avidez! Obrigada pelo ânimo!

^^

PS: Será sempre bem vinda em nossa "casa" para ouvir as músicas e deixar os mais lindos comments!

Maldito disse...

Muito Excelente esse seu cantinho,...
Muitas coisas que tu diz querer no texto, bate muito com meu querer tb,... rsrs

Valeu pela visita, volte sempre!

Bjs,..inté!

Alê disse...

hoje, quero todas as suas letras
e mais nada.

Seu blog é cheio de boas palavras, adorei!

Namastê***

Denis disse...

Olá, Sofia!

Li a poesia: Tudo e Nada. Ela é interessante! Sinto algo de efusivo nela. Estou começando a sentir o estilo adotado por você em suas poesias.

Helenice Queiroz disse...

O querer nos alimenta a alma, mentém o bilho nos olhos, faz o coração pulsar, nos impulsiona a seguir.
Adorei o blog.
Kiss.

Tailini disse...

poesia linda,diz tanto de mim...é o nome do meu blog inclusive.
parabéns..você tem muito talento :D
beijos!

Paulo camargo disse...

Não sou mineiro, mas adoro entender a vida devagar, comendo pelas beiradas até chegar ao centro. Também quero tudo, as vezes ao mesmo tempo, mas ai lembro, que não se pode criar um filho, ou amar alguém assim ligeirinho. Todo dia um pedaço. pra não dizer um dedacinho.
Lik